Os homens frescos

OS HOMENS FRESCOS
de Giorgio Baffo (Veneza, 1694 – Veneza, 1768)
(Tradução livre de G.I.Vio)

Uns homens há que são muito fresquinhos,
que dizem: eu não sei como é que fazem
certos que na cama uma puta trazem
onde dentro também vão os peãozinhos.

Eu digo: escutem, meus caros franceses,
se num café vão, bebem bem na taça
onde bebe gente de toda raça,
e então vocês não são tanto burgueses.

Vocês vão me dizer que os do boteco,
depois que ali bebeu uma moçada,
as xícaras sujas lavam no beco.

É certo, mas bem aquela safada
logo estende um lenço belo e seco
e a dita enxuga, depois de gozada.

sexy-teen-bikini

Poesias licenziosas de Giorgio Baffo

 

Annunci

Rispondi

Inserisci i tuoi dati qui sotto o clicca su un'icona per effettuare l'accesso:

Logo WordPress.com

Stai commentando usando il tuo account WordPress.com. Chiudi sessione / Modifica )

Foto Twitter

Stai commentando usando il tuo account Twitter. Chiudi sessione / Modifica )

Foto di Facebook

Stai commentando usando il tuo account Facebook. Chiudi sessione / Modifica )

Google+ photo

Stai commentando usando il tuo account Google+. Chiudi sessione / Modifica )

Connessione a %s...